L’Oreál lança calendário Cabeleireiros Contra AIDS 2014

As fotos para ilustrar a edição 2014 do calendário da campanha Cabeleireiros Contra Aids, que foram feitas tendo o mítico Copacabana Palace como cenário, será lançado nesta quarta-feira (30), no Rio de Janeiro. Consagrados artistas brasileiros abraçam a causa e emprestam sua imagem para a famosa folhinha. A peça traz 12 fotos de personalidades brasileiras assinadas pelo fotógrafo Marcelo Corrêa, com produção de Christina Boller e make up de Nat Rosa. A inspiração veio da suavidade e da delicadeza, com o cenário o mais neutro possível para que os cabelos, assinados por renomados cabeleireiros, fossem a grande estrela. Em cada mês do calendário há mensagens de prevenção ao HIV/Aids. Com o slogan “Quem Cuida da Beleza, Cuida da Saúde”. O custo unitário é de R$ 15,00 e toda a renda é revertida para Sociedade Viva Cazuza.

 

A modelo Erica Januza.
A modelo Erica Januza.

 
A Campanha
Cabeleireiros contra Aids é um projeto mundial da L’Oréal em parceria com a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura). No Brasil, tem apoio do Ministério da Saúde, por meio do programa Nacional de DST/Aids. A ideia surgiu em 2001 na África do Sul, e tornou-se mundial em 2005, com a assinatura em Paris de um acordo entre a presidência da L’Oréal Divisão de Produtos Profissionais e a direção da UNESCO. Hoje, a campanha está presente em 30 países; no Brasil foi lançada em 2006.

A iniciativa tem o objetivo de despertar o espírito de solidariedade nos profissionais que estão diariamente em contato com pessoas de diferentes faixas etárias e sexo, transformando-os em agentes difusores de informação para o combate à Aids. Nos cursos ministrados pelos técnicos da L’Oréal Divisão de Produtos Profissionais no Brasil – marcas L’Oréal Professionnel, Kérastase, Redken e Matrix – os cabeleireiros participantes recebem informações e materiais sobre a campanha para divulgar a mensagem em seu ambiente de trabalho.

 

A atriz Maitê Proença.
A atriz Maitê Proença.

 
Sociedade Viva Cazuza
Fundada em 1990 pela mãe de Cazuza, Lucinha Araújo, após a morte do cantor no mesmo ano, a Sociedade Viva Cazuza é uma entidade sem fins lucrativos, que funciona em Laranjeiras, no Rio de Janeiro. Ela é uma casa de apoio que abriga 23 crianças com AIDS e conta também com um Projeto de Adesão ao Tratamento, atendendo mensalmente a 140 pacientes na rede pública do Rio de Janeiro. Com um custo de R$ 60 mil por mês com medicamentos, médicos, funcionários e alimentos, a instituição passa por graves dificuldades financeiras. Pois sobrevive por conta da renda dos direitos autorais de Cazuza e de doações, que não cobrem os gastos fixos mensais.

 

O jogador Fred.
O jogador Fred.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: